top of page

Sem coleta seletiva, Aterro Sanitário de Brasília tem vida curta

Uma análise técnica do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) aponta que o tempo de vida útil do Aterro Sanitário de Brasília (ASB) reduziu em cerca de dois anos. Segundo o órgão, os estudos foram realizados nos projetos das etapas 3 e 4 do aterro, em comparação com o Projeto Executivo Inicial, que previa um tempo de vida útil até 2030. A previsão era que essas primeiras etapas durariam cerca de 13 anos, de acordo com o SLU. No entanto, devido ao descarte inadequado dos resíduos, especialmente pela baixa adesão da população à separação adequada do lixo, a operação na área atual está prevista para até 2027, ainda segundo a pasta.



Arthur de Souza


Análise realizada pelo SLU aponta para diminuição acelerada do espaço onde o lixo do Distrito Federal é descartado. Um dos problemas é a baixa adesão da população às campanhas de separação adequada dos resíduos


Fonte: Correio Braziliense


Comments


bottom of page