Sabesp paga milhões a acionistas, mas posterga ampliação de tarifa social para pobres


Há não mais que 150 anos, no Brasil entendia-se legítimo que um ser humano tirasse a vida de um outro que legalmente lhe pertencesse como escravo. Em que medida no Brasil de hoje superamos este quadro bizarro e reconhecemos o direito à vida em todas as suas dimensões? Veja no link: https://www.holofotenoticias.com.br/eco/sabesp-paga-milhoes-a-acionistas-mas-posterga-ampliacao-de-tarifa-social-para-pobres