Fornecimento de água potável a populações vulneráveis durante a COVID-19


O BID elaborou, nesse mês, um documento sobre a experiência dos países latino americanos e o Caribe em relação a situação da água potável frente a pandemia da COVID-19. Dessa forma, tem contribuído melhorar o serviço de água e saneamento básico universal e de qualidade.

“A Divisão de Água e Saneamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), em seu papel de entidade que apóia a região na prestação de serviços de água e saneamento universal e de qualidade, viu a oportunidade de elaborar um documento em que as soluções encontradas e implementadas para resolver a necessidade de fornecer maior cobertura no fornecimento de água potável durante esta situação de saúde emergente. Desta forma, tem contribuído melhorar e garantir as práticas de higiene através da lavagem frequente de mãos com água e sabão.” diz a apresentação do documento, escrito por Carlos Espinosa.

Foi realizado um levantamento das soluções por trinta entidades de serviços de água potável e saneamento de onze países da América Latina, com características da solução, características geográficas do desempenho do provedor, tamanho da população atendida, desafios e lições aprendidas.

Por trás desse objetivo, existem os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, que estabelecem o acesso a àgua como um direito universal. Essa questão é defendida pela ONU desde 2015 como uma das dezessetes metas dos ODS, a serem resolvidas até 2030.

Para ler o documento na íntegra, clique nesse link.